Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 

 








 

 

 

 

 








 
 

 

 

  Notícias

Visita de cumprimentos do Exmo. Presidente do IASFA, Tenente-general Fernando Celso Vicente de Campos Serafino.


25.03.2019 - No dia 25 de março de 2019, o Presidente do IASFA, Tenente-general Fernando Celso Vicente de Campos Serafino esteve na sede da Liga dos Combatentes, onde foi recebido pelo seu Presidente, Tenente-general Joaquim Chito Rodrigues. Acabado de tomar posse do importante cargo, o Tenente-general Serafino apresentou cumprimentos e teve oportunidade de trocar impressões e abordar assuntos de interesse comuns e delinear algumas formas de cooperação futuras entre as duas instituições. A Liga dos Combatentes faz votos das maiores felicidades no desempenho de tão importante cargo.




Síntese Curricular



O Tenente-General Fernando Celso Vicente de Campos Serafino nasceu em Coimbra, a 31 de janeiro de 1960. Porém, foi em Moçambique que fez o ensino primário e iniciou o ensino secundário que veio a concluir em Coimbra, no Liceu José Falcão, em 1977. Nesse mesmo ano ingressou na Academia Militar, onde terminou uma Licenciatura em Ciências Militares.

Em 1982, após completar o Tirocínio para Oficial na Escola Prática de Infantaria, foi promovido a Alferes de Infantaria e passou para o Quadro Permanente do Exército.

Ao longo da sua carreira desempenhou vários cargos na estrutura do Exército e do Ministério da Defesa Nacional, bem como em diferentes organismos internacionais. Foi promovido, sucessivamente, a Tenente (1983), Capitão (1986), Major (1991), Tenente-coronel (1996), Coronel (2003), Major-General (2010) e Tenente-General (2014).

No Exército, enquanto subalterno e capitão desempenhou funções de comando e de instrução na Escola Prática de Infantaria (1982-83), Academia Militar (1983-84), Centro de Instrução de Operações Especiais (1984-89) e no Batalhão de Infantaria de Aveiro (1989-92). Como Oficial Superior foi Diretor do Curso de Promoção a Capitão na Escola Prática de Infantaria (1992), Ajudante-de-Campo e Adjunto do General Chefe do Estado-Maior do Exército (1993-96), Adjunto do General Chefe do EstadoMaior do Exército (1996-97 e 2001-02), Professor no Instituto de Altos Estudos Militares (1994-97) e Comandante do 2º Batalhão de Alunos da Academia Militar (1997-98).

No plano internacional representou o Exército em vários fora, foi Adjunto do Perito Nacional Principal para a FINABEL (1995-96), Observador Militar e Comandante do Team Site de Awsard, na Missão das Nações Unidas para o Saara Ocidental (MINURSO) (1996) e Chefe da Repartição de Informações da 3ª Divisão Italiana, em Milão - Itália (1998-2001), no quadro da afiliação da Brigada Aerotransportada Independente ao Allied Command Europe Rapid Reaction Corps (ARRC).

No posto de Coronel foi Comandante do Regimento de Infantaria n.º 19, em Chaves (2006-07), e Chefe da Divisão de Planeamento de Forças do Estado-Maior do Exército (2008-10).

No Ministério da Defesa Nacional foi Porta-Voz e Assessor do Ministro de Estado e da Defesa Nacional (2002-03) e Diretor-Geral de Armamento e Equipamentos de Defesa (2003-06). Nesse período presidiu a várias comissões para a modernização de equipamentos e sistemas de armas dos três ramos das Forças Armadas e enquanto Diretor Nacional de Armamento participou nos trabalhos da Conferência dos Diretores Nacionais de Armamento da OTAN (CNAD) e no processo conducente à criação da Agência Europeia de Defesa (EDA), no quadro da União Europeia.

Como major-general foi Diretor-Coordenador do Estado-Maior do Exército (2010-11) e posteriormente Comandante da Brigada de Reação Rápida (2011-14).

Após ascender ao posto de tenente-general foi designado General QuartelMestre General, assumindo o Comando da Logística do Exército (2014-17).

Foi o Diretor Honorário da Arma de Infantaria e Vice-Chefe de Estado-Maior do Exército desde julho e setembro de 2017, respetivamente, até passar à situação de reserva, a seu pedido, a 1 de dezembro de 2018.

Em 21 de fevereiro de 2019 regressou à efetividade de serviço, para exercer as funções de Presidente do Conselho Diretivo do Instituto de Acção Social das Forças Armadas, I.P.

Foi-lhe atribuído o Grau de Mestre em Ciências Militares e para além dos cursos curriculares possui, entre outros, o curso de Operações Especiais (CIOE, Lamego - 1983), o curso "Ranger" do Exército dos Estados Unidos da América (Ft Benning - 1983), o curso de Estado-Maior (Instituto de Altos Estudos Militares - 1992-93) e o Curso de Promoção a Oficial General (Instituto de Estudos Superiores Militares - 2007-08). Frequentou ainda o “Senior Executive Seminar on Global War Against Terrorism”, no George C. Marshall European Center for Security Studies, em Garmisch-Partenkirchen, Alemanha (2003).

É condecorado com a Medalha de Serviços Distintos (Ouro e Prata), a Medalha de Mérito Militar (1ª e 3ª classe), a Medalha de D. Afonso Henriques (1ª e 2ª classe), a Medalha de Ouro de Comportamento Exemplar e a Medalha Comemorativa das Nações Unidas - MINURSO. É também Grande Oficial da Ordem Militar de Avis e Oficial da Ordre National du Mérite, da República Francesa.