Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 

 








 

 

 

 

 








 
 

 

 

  Notícias

Exposição de Pintura, Medalhística Naval, Fotografia e Registos do Curso “Hermenegildo Capelo”


18.09.2014 - No passado dia 18 de Setembro realizou-se na Sala Aljubarrota do Forte do Bom Sucesso uma sessão de abertura da exposição do Curso da Escola Naval  “Hermenegildo Capelo” para comemorar os 50 anos da entrada na Escola Naval em que estiveram presentes muitos elementos do referido curso e muitos convidados. Na mesa de apresentação estiveram o General Chito Rodrigues, Presidente da Direcção Central da Liga dos Combatentes, o Almirante Lopo Cajarabille e o CMG Pereira Macedo que representavam o curso.


Nos convidados estavam o Sr. Almirante Vieira Matias, Presidente do Conselho Supremo da Liga, o Sr. General Brochado Miranda da Força Aérea que foi Presidente da Assembleia Geral da Liga, o Sr. Almirante Teles Palhinha, o Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Belém e muitas senhoras e senhores familiares de membros do curso “Hermenegildo Capelo”. O Almirante Cajarabille agradeceu ao Presidente da Liga as facilidades concedidas para a exposição das obras de pintura, de medalhística naval, de fotografia e de registos da autoria de elementos do curso e das suas mulheres, obras essas que vão ficar expostas na Sala S. Mamede até ao dia 18 de Outubro e explicou o significado desta exposição para os 45 oficiais dos 75 que entraram e que comemoram assim os 50 anos da entrada na Escola Naval no longínquo ano de 1964.

Disse a dada altura “ …e permitam-me uma saudação especial às viúvas e demais familiares de alguns membros do curso, nunca esquecidos, que nos quiseram acompanhar neste momento de união e recordações. Esta exposição pretende evocar simbolicamente o afastamento dos entes queridos e a consequente espera pelo seu regresso, situação esta que é muito comum na vida militar e nos marinheiros em particular. Fomos colher inspiração à figura de Penélope, da mitologia grega, que utilizou alguns estratagemas relacionados com o tempo de elaboração de tarefas artísticas, tendo como propósito adiar as imposições de casamento, enquanto mantinha a esperança no regresso do seu grande amor, Ulisses, dado como desaparecido. A história tem um final feliz, pelo que nos agradou especialmente.

Acima de tudo, talvez o mais importante seja registar a manifestação de solidariedade e de amizade que está presente na alma deste evento e que nos acompanha desde a juventude na Escola Naval, para crescer com o tempo e se transformar num valor que guardamos como uma riqueza insubstituível. O curso Hermenegildo Capelo navegará eternamente nas brumas do tempo, atracando a quem o quiser estudar e apreciar com base nos relatos, figuras e fotos que nos encarregamos de elaborar e coligir. Está portanto assegurada a sua permanência na biblioteca da vida naval. Para nós será motivo de orgulho.” Falou por último o Sr. General Presidente da Liga para dizer que foi a primeira vez que a Marinha esteve numa exposição nas instalações da Liga, fazendo votos que seja para ter continuidade com outros eventos similares.

Passou-se depois à Sala S. Mamede onde foram apreciadas as obras e colecções expostas, tendo as mesmas recebido muitos elogios das entidades presentes. As pinturas expostas são da autoria de Maria Marques, Isabel Arrobas e Graça Gaspar, os registos são de Elisa Cajarabille, as medalhas navais são da colecção do Comandante Venâncio Correia e as fotos são do malogrado Comandante Cristiano de Oliveira e foram cedidas pelos seus filhos.