Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 

 








 

 

 

 

 








 
 

 

 

  Notícias

Conservação das Memórias - A Operação “NOVA FRENTE 7”, em Moçambique


A Liga dos Combatentes prepara a sua sétima Operação em terras moçambicanas, prolongando assim o seu esforço para concretizar mais uma etapa do seu desiderato de CONSERVAR AS MEMÓRIAS, recolhendo e dignificando os restos mortais de Combatentes Tombados na Guerra do Ultramar naquele País. A NF 7 terá o seu início em 14 de junho e está prevista findar em 3 de julho, levando-nos a Moçambique com o objetivo principal de efetuar 11 exumações em Montepuez e 2 em Palma.


Para além destas duas ações, a Liga vai receber o Talhão da LC em Pemba no qual e por sua iniciativa foram reconstruídas as 43 campas nele existentes, devolvendo ao Talhão a sua traça original. Reconstruído com a intervenção de uma empresa de construção civil local, o Talhão apresenta-se requalificado e dignificado, estando a sua manutenção garantida com o apoio do cidadão Claudino Abreu, português residente em Pemba há cerca de 50 anos e que assume regularmente a tarefa de manter limpo e pintado o Talhão.

Mocímboa da Praia constitui outro objetivo da Liga, procurando reconstruir o Mausoléu que se encontra no cemitério municipal da cidade e que foi construído para perpetuar a memória dos Combatentes da Grande Guerra. Em elevado estado de degradação, o Mausoléu possui 3 ossários no seu interior contendo restos mortais de Combatentes da GG e tendo anexo ao terreno em que se encontra implantado, um talhão com 45 campas de militares portugueses Tombados na GG.

Mueda é o objetivo de requalificação mais acarinhado pela Liga – sem menorizar qualquer outro, ao procurar “reconstruir” as campas nos Talhões de Combatentes ali inumados – cerca de 100, procurando decisivamente alterar a significativa destruição de muretes, cabeceiras das campas e cruzes, outrora implantadas com rigor e dignidade, hoje profundamente alteradas pela destruição inerente ao andar do tempo. Esta tarefa implica a intervenção de uma empresa de construção civil de Mueda ou de Pemba, caso seja obtida autorização da Administração de Mueda para executar a “reconstrução” que se pretende concretizar ao longo de 2015/2016.

Mueda constitui um local emblemático em função do que representou de esforço de guerra e empenhamento das tropas portuguesas no Norte de Moçambique, razão pela qual a Liga pretende com esta requalificação distinguir esse esforço e assinalá-lo com obra feita em local particularmente marcante da gesta militar portuguesa em Moçambique.

Em Maputo, a Liga verificará o estado de conservação dos Talhões da LC e da Guerra do Ultramar, situados no cemitério de São Francisco Xavier e de São José de Lhanguene, infraestruturas que foram recentemente objeto de recuperação e pintura, mas que urge acompanhar com regularidade, tarefa na qual a Liga tem o apoio inestimável do Adido de Defesa em Maputo que aciona, quando necessário, a empresa localmente contratada para efetuar a manutenção daqueles espaços cemiteriais. 

A missão da Liga nesta NF 7, poderá significar em Moçambique o final da recolha de restos mortais de Combatentes – na contingência de “tudo correr bem” nesta operação, não significando, contudo, que o futuro não nos imponha a missão de executar tarefas em Mopeia e Lichinga, ou de manutenção das infraestruturas criadas em vários locais e em particular na Beira, em Pemba, em Nampula e Maputo.

Partiremos uma vez mais ao encontro daqueles que NUNCA ESQUECEREMOS e Tombaram, mas sentimos convictamente que implicitamente Homenageamos os Combatentes Vivos que nos mais diversos locais de Moçambique acrescentaram, com a sua dedicação e dádiva, mais história à Bandeira Nacional.

A todos os Combatentes, em particular aos que lutaram em Moçambique e em detalhe aos que serviram Portugal na Província de Cabo Delgado, dedicamos o nosso empenho em executar esta tarefa que a CONSERVAÇÃO DAS MEMÓRIAS nos comete.