Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 

 








 

 

 

 

 








 
 

 

 

  Notícias

Inauguração do Complexo Social Nossa Senhora da Paz


18.09.2015 - A Liga dos Combatentes inaugurou no passado dia 18 do corrente mês, o Complexo Social Nossa Senhora da Paz, localizado na Quinta Amarela, na freguesia de Cedofeita, no Porto, tendo a cerimónia sido presidida pelo Ministro da Defesa Nacional, Dr. José Pedro Aguiar Branco, contando com a presença de diversas entidades civis, militares e forças de segurança, de vários membros da Liga, de um grupo de antigas alunas do Lar dos Filhos dos Combatentes (designação anterior do complexo), da sua Direção e da Direção Central da LC. A cerimónia teve início com o descerramento da placa que assinala a efeméride tendo-se seguido a bênção das instalações pelo Vigário-Geral da Diocese, Reverendo Padre Américo, posto que houve lugar a uma sessão solene, na sala de atividades do Jardim-de-infância.


O Presidente da Liga dos Combatentes, General Chito Rodrigues, começou por fazer o historial do Complexo Social, desde as suas origens, cuja criação remonta ao tempo da Junta Patriótica do Norte, passando pela ligação estreita que sempre existiu à Câmara Municipal do Porto desde há cem anos, até aos dias de hoje. Com uma Creche para 30 crianças, o Jardim-de-Infância, para 25 e a Residência Sénior para 30 utentes, a criação destas valências no seu conjunto exigiu o investimento de mais de dois milhões de euros. Agradeceu o apoio recebido quer da parte do Ministério da Defesa Nacional (MDN), do Estado Maior General das Forças Armadas, da Marinha, do Exército e da Força Aérea, para que o objetivo perseguido fosse concretizado, não se esquecendo de referir que, dentro das possibilidades da instituição que dirige, se mostrar disponível para aceitar uma família de refugiados afetados pela guerra. Terminou a sua intervenção realçando o cumprimento do compromisso para satisfazer as necessidades dos combatentes, suas famílias e membros da Liga, acreditando que o Porto honrará a sua tradição solidária e humanitária, esperando do Estado a continuação do necessário apoio através do MDN e da Segurança Social, para que a Liga possa levar por diante esta nova fase da sua vida, com êxito e dar mais substância à vertente intergeracional.

Da intervenção do Ministro da Defesa Nacional destacamos as palavras de agradecimento que dirigiu a todos os presentes, da sua satisfação por estar presente à inauguração de uma infraestrutura social da sua cidade, enaltecendo o caráter cívico da obra em presença, chamando a atenção para o exemplo que a mesma significava no sentido de contrariar a inversão de valores que se verificam na nossa sociedade, em que se dá mais importância ao ter do que ao ser. Realçando o facto de assistir ao nascimento de uma resposta social cuja dimensão humana radica na conjugação de esforços para melhorar a qualidade de vida dos mais frágeis da sociedade, quer sejam os mais jovens, quer se tratando dos mais idosos. Enfatizando a ideia de que apesar da racionalização dos escassos recursos financeiros afetos à defesa nacional tem sido possível desenvolver ações de caráter social, apontando como consequência dessa realidade, a reforma da saúde militar. Reafirmou a obrigatoriedade do Estado prestar tributo ao Combatente que de forma obrigatória ou voluntariamente se dispõe a sacrificar a própria vida por uma causa nobre que é a defesa da Pátria. A dado passo da sua alocução frisou que foi sempre seu dever dar todas as condições que ajudassem a Liga a concretizar os seus objetivos. Terminou por felicitar a Liga dos Combatentes, pelo trabalho desenvolvido, e em particular a acção do General Chito Rodrigues, afirmando que foi com muito gosto e uma honra ter este conhecimento da Liga.

Finalizada a sessão solene, seguiu-se uma visita às instalações do complexo iniciando-se pelo Jardim-de-infância, Creche e terminando na Residência Sénior. A terminar foi servido um Porto de Honra no Pátio do Infante (situado junto ao edifício da Residência), tendo sido partilhados momentos de convívio muito agradáveis entre todos os presentes.