Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 

 








 

 

 

 

 








 
 

 

 

  Notícias

Inauguração do Monumento de Homenagem aos Combatentes do Concelho de Aveiro e Convívio de Natal dos Núcleos da Região Centro


04.12.2016 - No passado dia 04 de dezembro, foi inaugurado, na cidade de Aveiro, um Monumento de Homenagem aos Combatentes da Guerra do Ultramar, naturais daquele concelho, numa cerimónia promovida pela Câmara Municipal e pelo Núcleo da Liga dos Combatentes da cidade aveirense. O Monumento, localizado na Avenida Lourenço Peixinho, junto à estação da CP, é constituído por cindo elementos em aço inox, que emergem diretamente do pavimento. Dois deles, representando a India e Timor, com 2 metros de altura, posicionam-se à frente, estando os outros três, simbolizando Angola e Moçambique, com 2.50 metros e a Guiné, com 2 metros, numa posição mais recuada.


A diferença de altura, entre eles, tem que ver com a maior dimensão territorial de Angola e Moçambique, relativamente aos outros três. O seu posicionamento tem também que ver com as ações de combate, que foram mais duradouras em Angola, Moçambique e Guiné, do que nos outros dois territórios ultramarinos. Neles estão gravados os nomes dos Combatentes do concelho que tombaram ao serviço da Pátria. O espaço envolvente está delimitado por uma cercadura em pedra existindo também uma lápide em aço inox de configuração piramidal com a inscrição “AOS COMBATENTES DE AVEIRO”. Trata-se de um projeto em que esteve envolvido o Eng.º Benjamim Pires, sócio combatente, grande impulsionador da sua concretização, cuja conceção e desenvolvimento é da autoria do Arqt.º Eduardo Varandas, vogal da Direção Central da Liga dos Combatentes.

Compareceram a esta cerimónia várias autoridades civis, militares e religiosas do concelho, das quais destacamos, o Presidente da Autarquia Aveirense, Eng.º Ribau Esteves; o Presidente da Liga dos Combatentes, General Chito Rodrigues, acompanhado pelo vogal da Direção Central, Arqt.º Eduardo Varandas; o Presidente do Núcleo anfitrião, Major João Carvalho; vereadores municipais; delegações dos Núcleos da LC de Espinho, Oliveira de Azeméis, Oliveira do Bairro, Cantanhede e Coimbra; bem como representantes de Associações de Combatentes; das Forças de Segurança; Comandante do RI 10; muitos combatentes e população em geral.

O programa estabelecido iniciou-se com a celebração de uma Missa de Sufrágio, na Igreja da Misericórdia, pelos Combatentes falecidos, posto que se seguiu uma Sessão Solene, no Salão Nobre da Câmara Municipal, tendo usado da palavra o Major João Carvalho, o General Chito Rodrigues e o Eng. Ribau Esteves, finda a qual ouve lugar a um Porto de Honra, servido nas instalações do Município. Posteriormente, depois da foto de “família” na escadaria da Caixa Geral de Depósitos, junto aos Paços do Concelho, a comitiva seguiu em cortejo até ao local de inauguração do Monumento, acompanhada pelos acordes musicais da filarmónica aveirense Banda da Amizade.

Depois da bênção do Monumento, pelo pároco João Gonçalves, foram colocadas duas coroas de flores, em honra dos que tombaram em defesa da Pátria, junto à base do Monumento, tendo sido prestadas as honras militares por um pelotão do Regimento de Infantaria N.º 10, com o toque de homenagem aos mortos e de alvorada executados por um clarim. Usaram novamente da palavra os Presidentes da Liga dos Combatentes e do Executivo Municipal, tendo de seguida sido agraciados com as medalhas das Campanhas vários Combatentes. Finalmente, foi entoado o Hino Nacional pela Banda da Amizade tendo sido acompanhada, nesse gesto patriótico, pela maioria dos presentes.

Terminadas as cerimónias protocolares seguiu-se um almoço convívio, num restaurante da cidade, enquadrado no espirito natalício que presidiu à sua realização, no decorrer do qual foram entregues medalhões de honra a alguns sócios com mais de 25 anos de filiação. Paralelamente, o sócio combatente Artur Matos, pôs á prova os seus dotes musicais, brindando todos os presentes com a interpretação de alguns trechos musicais, acompanhado pelo seu acordeão, proporcionando, assim, agradáveis momentos de entretenimento.

Este encontro natalício terminou com todos os participantes cantando o Hino da Liga e recitando o nosso “Grito”.