Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 
 
 

 

 

 








 
 

 

 

 

  Notícias

Inauguração de Monumento aos Combatentes do concelho de Viana do Alentejo


27.07.2017 - O Município de Viana do Alentejo, em colaboração com o Núcleo de Évora da Liga dos Combatentes promoveu, no dia 27 do corrente mês de julho, a inauguração de um Monumento de Homenagem aos Combatentes, seus naturais, localizado na Rua do Rocio, junto ao Bairro da Quinta do Marco, daquela localidade. As cerimónias iniciaram-se com a apresentação de honras militares ao General Chito Rodrigues, Presidente da Liga dos Combatentes, pela Força Militar presente. Seguidamente procedeu-se à inauguração do Monumento, ato simbólico em que participaram os Presidentes do Município anfitrião e da Liga dos Combatentes, respetivamente, Dr. Bernardino Pinto e General Chito Rodrigues, acompanhados pelos Presidente do Núcleo de Évora da LC, Sargento-ajudante Paulo Pagará e do Vogal da Direção Central da LC, Arqt.º Eduardo Varandas.


Seguiu-se a cerimónia da bênção, pelo Diácono Sargento – Ajudante Esteves, do Serviço Religioso do Exército, deposição de duas coroas de flores na base do Monumento e evocação de uma prece religiosa pelo Diácono presente. As intervenções alusivas ao evento foram proferidas pelo Presidente do Núcleo de Évora da LC, Presidente da Autarquia Alentejana e pelo Presidente da Liga dos Combatentes.

O Presidente do Núcleo de Évora da LC agradeceu a presença do General Chito Rodrigues, fazendo uma pequena síntese retrospetiva da situação que antecedeu aquele momento e terminando por agradecer à Câmara Municipal de Viana do Alentejo, o esforço e o empenho que dedicou para o cumprimento daquele objetivo. O Presidente da Autarquia fez uma referência muito especial ao General Chito Rodrigues, a quem agradeceu tão honrosa presença, afirmando que se tratava de um ato de justiça aquela homenagem aos Combatentes naturais do seu concelho - especialmente aos 12 que tombaram em defesa da Pátria (cujos nomes ali estavam gravados e que acabou por pronunciar nominalmente) - consubstanciada naquele pequeno mas significativo Monumento. Por último usou da palavra o Presidente da Liga dos Combatentes, que a dado passo da sua intervenção afirmou que os Combatentes foram obrigados a cumpri um dever de armas na mão, realçando que nos últimos anos foram erguidos memoriais, padrões e monumentos em mais de 300 localidades, de norte a sul do País, por iniciativa dos combatentes apoiados pelas juntas de freguesia e municípios. Afirmando que o momento que se estava a viver era o reconhecimento e testemunho do Portugal profundo. Não deixando de elogiar o papel das Forças Armadas na defesa dos interesses vitais do País, o trabalho meritório desenvolvido pelo Núcleo de Évora da LC e agradecendo o esforço e apoio dados pelo Presidente da Câmara para a concretização da construção daquele Monumento.

Estiveram presentes diversas entidades civis e militares de que se destacam as seguintes: Dr. João Pereira, Vice-presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo; Dr.ª Sónia Ramos, Diretora do Centro Distrital de Évora da Segurança Social; Delegado do IEFP, Dr. Arnaldo Frade; Diretor do Centro de Formação Profissional de Évora, Dr. José Ramalho; Coronel Pardal dos Santos, do Departamento de Formação do Exército; Comandante do Posto da GNR, de Viana do Alentejo; Presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários de Viana do Alentejo; representantes da Assembleia Municipal, Juntas de freguesia e Associações do concelho.

O Monumento é da autoria do Arqt.º Eduardo Varandas, sendo constituído por uma base quadrada da qual emerge um tronco de pirâmide triangular, encimado por uma esfera. A parte frontal do pedestal tem inscritos os logótipos do Município e da Liga e a seguinte legenda: “AOS COMBATENTES DE VIANA DO ALENTEJO”. As três faces do tronco de pirâmide representam, cada uma, um dos ramos das Forças Armadas (Exercito, Marinha e Força Aérea), nas quais estão inseridos os nomes dos 12 Combatentes que integrados nos respetivos ramos, tombaram no cumprimento de um dever patriótico. A esfera representa o globo terrestre simbolizando a presença portuguesa nos quatro cantos do mundo. A base simboliza o povo de Viana do Alentejo do seio do qual saíram os Combatentes. Esta interpretação foi explanada pelo General Chito Rodrigues, no decorrer da sua intervenção, correspondendo ao idealizado pelo seu autor.

Encerradas as cerimónias foi servido um beberete, ao ar livre, na zona ajardinada que circunda o Monumento. Após o que se seguiu um almoço convívio, nas instalações do Núcleo de Évora da LC, no decorrer do qual os convivas foram obsequiados, pelo poeta popular e Combatente Sr. Pratas, com a declamação de alguns poemas de sua autoria. As Honras Militares foram prestadas por uma Força do RAL5.