Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 

 








 

 

 

 

 








 
 

 

 

  Notícias

A Liga dos Combatentes no centenário da Associação da Legião Estrangeira – Amicale des Anciens Légionnaires de Genève


19.03.2018 - O Presidente da Direção Central, Tenente-General Chito Rodrigues acompanhado do Vogal da Direção Central, Capitão de Mar e Guerra, Filipe Macedo deslocaram-se a Genève em 19 e 20 de Março para participarem nas comemorações do centenário da Amicale des Anciens Légionnaires de Genève respondendo ao convite do Presidente daquela Associação. O programa realizou-se em Gex na França a poucos quilómetros de Genève com a participação de várias delegações de combatentes da Legião Estrangeira e duma banda dos granadeiros de Genève com as suas fardas muito ricas e coloridas a lembrar o fardamento das tropas napoleónicas.


No dia 19 houve um jantar de confraternização com a presença de entidades convidadas e de quadros superiores dos legionários da França e da Suíça, sendo de destacar a presença do Cônsul Geral da Suíça e do Cônsul de Portugal na Suíça que nos recebeu no Consulado de Portugal e nos deu as boas vindas. No fim do jantar houve discursos e o Presidente da  Liga dos Combatentes fez um discurso de agradecimento pelo convite, desejando os maiores sucessos aos Legionários.

No dia 20 realizou-se a cerimónia oficial com a presença de delegações da Legião Estrangeira da França, da Itália, da Alemanha e da Suíça. As cerimónias foram acompanhadas pela Banda dos Antigos Granadeiros de Genève que fez os toques e os hinos nacionais. Seguiu-se um desfile com os guiões das associações de combatentes locais à frente seguidos das entidades convidadas até ao Monumento aos Mortos na Grande Guerra situado no centro da cidade onde foram colocadas coroas de flores e onde a Liga dos Combatentes participou com a deposição duma coroa de homenagem dos combatentes de Portugal. Seguimos depois em cortejo pelas ruas da cidade até ao cemitério local onde no talhão dos combatentes foram também depositadas coroas de flores. A Liga dos Combatentes foi distinguida com a chamada nos dois locais, Monumento e Talhão, para a deposição de coroas de flores.

Seguiu-se um almoço de confraternização com as várias delegações de combatentes presentes em que tivemos oportunidade de contactar com as associações de combatentes locais e verificar da grande unidade e espírito de união dos legionários que estão sempre a entoar canções que todos conhecem e cantam em conjunto. Contactámos com uma associação de combatentes local, a Associação Nacional dos Titulares do Título de Reconhecimento da Nação, que tem a particularidade de abranger membros das Forças Armadas, Militarizados, Polícia, Bombeiros e membros da Proteção Civil, os quais têm direito a esse título e a uma compensação anual de 800 euros desde que participem durante o mínimo de 90 dias numa operação de defesa do país.

Nos contactos estabelecidos encontrámos muitos portugueses que se alistaram na Legião Estrangeira e que passaram a ter dupla nacionalidade, que estão agora radicados em França e na Suíça onde constituíram família.

No discurso que efetuou, o Presidente da Liga dos Combatentes lembrou que os dois primeiros portugueses que morreram na Grande Guerra  em 1914  estavam alistados na Legião Estrangeira. Um era açoriano (Adolfo Coutinho de Medeiros) e o outro (Carlos Ornelas) era oriundo da Casa Pia de Lisboa, tendo sido ambos condecorados pelo Presidente da Republica de França naquela data (Raymond Poincaré). O combatente dos Açores foi sepultado na sua terra natal na Ribeira Grande, Ilha de S. Miguel onde foi erguido um memorial de homenagem, que está a cargo do Núcleo de Ponta Delgada da Liga dos Combatentes.